Sessão extraordinária da Câmara Municipal dos Vereadores de Barra do Garças aconteceu na última segunda-feira, dia 11

por Deógenes Nogueira publicado 13/01/2021 16h10, última modificação 13/01/2021 16h10
Ainda não há previsão de reuniões presenciais, uma vez que a sede está com acesso restrito e com poucos funcionários

A Câmara Municipal de Vereadores, através de videochamada, realizou nesta segunda-feira, 11, uma sessão extraordinária para o debate e aprovação de Projetos de Lei que estavam em tramitação, em caráter de urgência.

 Ainda não há previsão de reuniões presenciais, uma vez que a sede está com acesso restrito e com poucos funcionários em função da situação de afastamento social, atendendo apenas demandas emergenciais levadas pelos vereadores através dos seus pleitos. 

Os discursos foram iniciados com parabenizações pela unanimidade na eleição do presidente da casa Pedro Filho (PSD) e dos demais ilustres vereadores através do voto valoroso do povo de Barra do Garças.

 O Vereador Murilo Valoes (Republicanos), que está se recuperando de Covid-19, destacou os esforços dos vereadores neste momento tão crítico na área da saúde pública.

 A contribuição do parlamentar Jairo Gehm (PRTB) se deu através da curadoria realizada por ele mesmo, em contato com a população, das demandas que estão relacionadas ao desperdício de água e ao bem estar da população em geral.

 

O Presidente da Câmara, Pedro Filho (PSD), se dirigiu aos servidores agradecendo pela confiança depositada em momento de pandemia.

O presidente ressaltou que os requerimentos realizados pelos vereadores serão encaminhados em breve, em especial sobre o serviço de fornecimento de água e reparos nas ruas como recomposição de asfaltos, além das questões pendentes dos hospitais municipais.


Repasse de valor mensal para a APAE
Entre os projetos aprovados, está a PLE 002-2021, que visa o repasse mensal de recursos financeiros no valor de R $6.000,00 (seis mil reais) à Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais - APAE.

O Vereador Paulo Bento (PL) destacou que a transferência de recursos para instituições como APAE é um importante retorno pela fundamental contribuição que a instituição presta à sociedade de Barra do Garças, bem como pelo serviço primoroso dos seus colaboradores.

Assim como Paulo Bento, o ilustre Vereador Guinha (PSD) também demonstrou suas preocupações com a Instituição APAE, que passa por situação de dificuldade, salientando que tal repasse é de fundamental importância para a manutenção e melhoramento da casa.

A instituição oferece apoio terapêutico, social e pedagógico à população de Barra do Garças, amparando e habilitando crianças, jovens e adultos com deficiência intelectual e múltipla e seus familiares.

Como retribuição aos serviços prestados e por se tratar de uma instituição que passa por escassez relacionada à manutenção dos seus serviços, a casa aprova o referido projeto com alegria.

 

Segurança pública
Além deste projeto de lei, também foi aprovado o projeto que colabora efetivamente com a continuidade e qualidade dos serviços de segurança pública no Município, repassando o valor de R $6.000 (seis mil reais) para a Delegacia Regional de Barra do Garças.

O Vereador Ronair Nunes (PSDB), representante da Polícia Militar na Câmara, mencionou o olhar especial e atenção do prefeito para com os órgãos de Segurança Pública. 

O recurso será destinado à aquisição de materiais, equipamentos para o Núcleo de Inteligência e a realização de pequenos reparos nas viaturas e nas instalações do prédio da unidade da Polícia Civil.

 

Combate ao Novo Coronavírus
Por fim, mas com sua incomensurável importância, foi aprovado o projeto de lei que autoriza a contratação temporária de profissionais para atender à Secretaria Municipal de Saúde, visando o enfrentamento da pandemia do Novo Coronavírus, COVID- 19.

Nos últimos trinta dias, houve um aumento exacerbado de casos de contaminação, o que ameaça a população barra-garcense de uma segunda onda da doença. Por isso, o Município precisa adequar as escalas de serviço dos servidores para atendimento imediato da população que necessitar de pronto socorro.

Como todos sabem, ainda não há uma vacina e a população não está imune, sendo ainda imperativo que as medidas protetivas continuem e que as equipes de saúde estejam prontas para enfrentar mais um desafio.