Após pressão dos vereadores, DNIT se pronuncia sobre ampliação do sistema de drenagem da Avenida Amazonas do Jardim Nova Barra

por Konrad Felipe / Assessor de imprensa da Câmara de Barra do Garças — publicado 22/02/2018 15h50, última modificação 22/02/2018 15h51
Desde 2013, os vereadores da Câmara de Barra do Garças vêm encaminhando indicações e requerimentos para solução do problema de drenagem da Avenida Amazonas no Jardim Nova Barra. Na noite da última segunda-feira (19/2) os vereadores se reuniram com o secretário de Planejamento Urbano, Agvailton Alves, para esclarecimentos sobre os alagamentos da localidade, através do requerimento 9/2018.

Durante a reunião o secretário disse aos vereadores que o município não teria condições de custear a obra e que esperava ajuda do DNIT. Segundo o secretário, os alagamentos voltaram a acontecer no final de 2016 por conta das obras do rodoanel.

Na tarde desta quinta-feira (22/2) os vereadores receberam, via WhatsApp, o ofício 4861/2018-SRE do DNIT de Mato Grosso enviado ao prefeito de Barra do Garças.

No ofício o DNIT informa que está sendo realizado, por parte da superintendência do órgão, adequação de projeto das obras do contorno rodoviário em Barra do Garças e em Pontal do Araguaia e que através dos estudos está previsto a ampliação do sistema de drenagem na Avenida Amazonas, prevendo a inclusão de duas novas rotatórias visando atender o fluxo viário da região.

Atualmente a drenagem existente é inadequada ao volume de água que atinge a mesma. O DNIT afirma, ainda, que o volume é oriundo das construções do seu entorno e que receberão também água proveniente do corpo estradal. O DNIT explica que as obras de adequação serão executadas pela Superintendência Regional do DNIT de Mato Grosso, mas não informa quando as obras de drenagem começarão.

O vereador Celson Sousa (PV), morador da localidade, ficou satisfeito com a notícia e disse que espera as obras comecem o quanto antes. “Eu já encaminhei diversos requerimentos e indicações para que essa situação fosse resolvida, quem vem sofrendo e tendo prejuízo com essa situação são os moradores da região. Espero que o DNIT realmente resolva essa situação e melhore a condição de vida de todos”.