Organização considera Motorcycle deste ano um recomeço para a volta dos Moto-clubes Estradeiros à Barra do Garças

por Secom-BG — publicado 31/05/2016 13h41, última modificação 31/05/2016 13h41
Apesar do pequeno número de motocicletas no evento deste ano, a organização do Motorcycle do Araguaia, que é realizado há mais de 20 anos, afirmou que a 19ª edição que terminou no último domingo teve um caráter importante, “representantes de diversos moto-clubes me ligaram elogiando a manutenção do evento sem zoeira mesmo recebendo pressão e provocação e confirmaram que retornarão ao evento a partir do próximo ano”, disse Mônica Porto, que reforçou que além de trazer de volta o 'estradeiro', está respeitando as leis, “estamos respeitando as determinações do Ministério público, Poder judiciários e Polícia Militar além de garantir segurança para os que optam por um evento sem zoeira”.

Apesar do pequeno número de motocicletas no evento deste ano, a organização do Motorcycle do Araguaia, que é realizado há mais de 20 anos, afirmou que a 19ª edição que terminou no último domingo teve um caráter importante, “representantes de diversos moto-clubes me ligaram elogiando a manutenção do evento sem zoeira mesmo recebendo pressão e provocação e confirmaram que retornarão ao evento a partir do próximo ano”, disse Mônica Porto, que reforçou que além de trazer de volta o 'estradeiro', está respeitando as leis, “estamos respeitando as determinações do Ministério público, Poder judiciários e Polícia Militar além de garantir segurança para os que optam por um evento sem zoeira”.

O motorcycle chegou a atrair em edições passadas os maiores moto-clubes do País como os Abutres, "A cada ano perdíamos esse público e o evento foi diminuindo, neste ano sem dúvida foi um ponto importante, um passo atrás para seguir a caminhada em novos rumos voltando a crescer de forma correta”, frisou.

Mônica reforçou ainda que este ano o evento foi realizado sem recursos da Prefeitura Municipal, “por ser ano de eleição não houve a doação de recursos do município para a realização do Motorcycle, corremos atrás de recursos do Estado e patrocinadores”. Sobre o Encontro de motos realizado em Aragarças no mesmo período, Mônica afirmou não ser contra, pois tem espaço para todos,

“Espero que no próximo ano mantenham a mesma data, pois o motociclista e o público poderão escolher, com zoeira vai pra lá, os que não curtem vem pra cá, o importante é que cada vez mais os motociclistas, esportivos ou estradeiros, estejam na região, a semente foi plantada e este é um recomeço que precisava, pois agora os motociclistas de todo o Brasil sabem que nosso evento é 100% sem zoeira, o Mototour de Brasília por exemplo esteve com um representante que confirmou a vinda em massa em 2017 e desejo que o sucesso dos organizadores do evento de Aragarças também aumente a cada ano, a região toda sairá ganhando”, concluiu.