Governador reúne com Secretaria de Aviação Civil para debater concessão de aeroportos de MT

por Eduardo Cardoso | Sinfra-MT — publicado 04/06/2018 14h18, última modificação 04/06/2018 14h18
Reunião vai apresentar próximas etapas da concessão de aeroportos; Mato Grosso é o único estado que vai ter um bloco de aeroportos para concessão

O governador de Mato Grosso, Pedro Taques, realiza nesta segunda-feira (04), videoconferência com o secretário nacional de Aviação Civil, Dario Lopes. A concessão dos aeroportos de Cuiabá, Rondonópolis, Alta Floresta, Barra do Garças e Sinop será tema da reunião, que vai tratar também de convênios federais para as unidades aeroportuárias de Cáceres e Tangará da Serra.

O secretário de Infraestrutura e Logística, Marcelo Duarte, deputado federal Nilson Leitão, deputados estaduais, prefeitos e lideranças políticas também participam da transmissão, que ocorrerá às 13h, no Palácio Paiaguás.

A reunião de trabalho tem como foco a apresentação do processo de concessão à iniciativa privada dos cinco aeroportos do estado. O secretário nacional vai apresentar os detalhes do cronograma da concessão e resultados do estudo de avaliação da viabilidade econômico-financeira dos aeroportos.

Ainda neste mês, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) realizará quatro audiências públicas presenciais para a quinta rodada de concessões de aeroportos nacionais, referente aos blocos de aeroportos das regiões Nordeste, Sudeste e Centro-Oeste. As novas concessões à iniciativa privada terão prazo de duração de 30 anos.

Mato Grosso será o único estado brasileiro a ter um bloco de aeroportos para concessão. A previsão é que os cinco aeroportos sejam leiloados até o final deste ano, e recebam investimentos de cerca de R$ 800 milhões.

“A economia de Mato Grosso será fortemente impactada com essas concessões. Somos o único ente da federação com um bloco de aeroportos para ser leiloados. Estamos vivendo uma nova era para o setor aeroportuário de Mato Grosso. Poderemos ter, até mesmo, uma empresa internacional operando no Estado, dando um novo padrão de qualidade às nossas unidades e aos serviços prestados aos passageiros”, afirmou Marcelo Duarte, secretário da Sinfra.

O próximo passo é a abertura de consulta pública para o recebimento de contribuições ao edital de concessão. A última etapa é a realização do leilão.