Dr. Neto tem moção de aplauso aprovada para líder do movimento dos caminhoneiros de Mato Grosso

por Konrad Felipe / Assessor de imprensa da Câmara de Barra do Garças — publicado 17/08/2017 15h30, última modificação 22/08/2017 16h24
Foi aprovada por unanimidade, durante a 24ª sessão da câmara realizada na noite de segunda-feira (14/8), a moção de aplauso 122/2017, de autoria do vereador Dr. Neto (PSB) que cumprimenta Odilon Pereira da Fonseca por representar os caminhoneiros do Brasil durante audiência pública no Senado Federal.

“A ideia surgiu através do movimento em protesto contra o aumento do combustível. Não podemos pagar pela corrupção do nosso país e nós caminhoneiros estamos empenhados para que os impostos sobre o combustível sejam diminuídos”, explica o homenageado.

Odilon disse que nunca imaginou estar no Congresso Nacional reivindicando a diminuição dos impostos. “Tem lugar que o preço do diesel subiu R$ 1,00, esse valor impacta no preço do frete tão defasado. Eu quando estive lá me senti mal, porque esses políticos tratam a população brasileira como lixo”, relata.

O convite para a participação partiu da União de Defesa da Cidadania e Combate à Corrupção.

O vereador Dr. Neto disse que o homenageado representa não só os caminhoneiros, mas toda a população revoltada com o aumento nos combustíveis. “O Odilon representou todos nós barra-garcenses durante essa audiência. Os impostos sobre os combustíveis subiram muito e esse tipo de manifestação é válida para termos um Brasil melhor”, justifica.

Na tarde de quarta-feira (17/8) Odilon voltou a participar de uma Audiência pública da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado realizada na Câmara Federal, que debateu o Movimento Nacional dos Caminhoneiros, suas reivindicações e reflexos na segurança pública, nas estradas e no abastecimento do País.

Emocionado durante a Audiência Pública, Odilon pediu para que os políticos não abandonem os caminhoneiros. “Precisamos da Policia Rodoviária Federal fortalecida,  redução do preço dos combustíveis, hoje o caminhoneiros vivem de migalhas precisamos mudar essa situação”.

Ao final Odilon convocou a sociedade e os caminhoneiros para participarem no dia 23 de agosto em Brasília, da manifestação contra a corrupção e pela baixa dos impostos nos combustíveis. 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.